»Cartaz«
Abertura das portas: 16h
Início do evento: 18h

»Sexta-feira, 8 de Junho
Palco Optimus
Pearl Jam (23h40)
Linkin Park (21h40)
Blasted Mechanism (20h)
The Used (18h30)
Palco Sagres Mini
Shantel & Bucovina Club Orkestar (1h50)
The Sounds (23h25)
The Rakes (21h50)
Unkle Bob (20h20)
Loto (19h)
Oioai (18h)

»Sábado, 9 de Junho
Palco Optimus
Smashing Pumpkins (23h45)
White Stripes (21h45)
Balla (20h00)
Triangulo Bizarro (18h30)
Palco Sagres Mini
Dezperados (00h50)
The Go! Team (23h)
The Dead 60's (21h20)
Capitão Fantasma (20h10)
Plastica (19h00)
Dapunksportif (18h00)

»Domingo, 10 de Junho
Palco Optimus
Beastie Boys (23h)
Da Weasel (21h15)
Matisyahu (19h35)
Sam The Kid (18h30)
Palco Sagres Mini
Buraka Som Sistema (00h30)
The (International) Noise Conspiracy (22h50)
WrayGunn (21h30)
Vicious Five (20h10)
Nigga Poison (19h00)
Tora Tora Big Band (18h)

subscrever feeds

Sexta-feira, 8 de Junho de 2007

Um breve silêncio no recinto

Relvado
Dentro de momentos começará o concerto da noite. Já não cabe mais ninguém. Ouvem-se assobios a pedir Pearl Jam... tão depressa quanto possível.
C.Lobo
publicado por JN às 23:39
link do post | comentar | favorito

"Obrigado ao melhor público do Mundo"

Palco
Ao centro, Sofia Ruas e Frederico Airó, ambos de 22 anos. Ela às cavalitas dele. Vieram de Viseu. Os dois são fãs dos Linkin Park. "Gosto de todas as músicas, mas 'In the end' é a nossa música". Frederico acena que sim, dançando. Do palco, partiu o elogio à plateia. O fim do concerto estava próximo. "Se não fossem vocês, ainda estávamos a tocar na Califórnia. Obrigado! Obrigado! Obrigado! ... a um dos melhores públicos que tivemos!"
C.Lobo

Linkin Park, um dos melhores momentos da noite. Foto Bruno Portela, JN 

publicado por JN às 23:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Linkin Park e milhares em uníssono

Palco
Já no último terço do concerto ouvia-se Crawling '. Milhares em delírio entoaram cada sílaba da letra, em plena sintonia . Uns de braços no ar e olhos fechados. Outros, nem tanto.

Bem perto da fila da frente, com os olhos parados no palco e de bandeira brasileira aos ombros, estavam Priscila , Rodrigo e Gustavo. Ela é paulista e jornalista, eles cariocas: "Estamos a acompanhar a tourné de Linkin Park , a seguir vamos para Berlim!"
C.Lobo

publicado por JN às 23:06
link do post | comentar | favorito

"A minha comida é outra!"

Público
Agora que estão no palco os Linkin Park , "as filas para as roulotes da restauração estão mais pequenas". Mas há pouco eram intermináveis", relata André Louzeiro , 23 anos. "Estava a ouvir Unkle Bob [a actuar no palco Sagres ] e até me estava a passar. O que vale é que não venho aqui para comer. "A minha comida é outra!", gracejou este estudante algarvio.
C.Lobo

tags:
publicado por JN às 22:18
link do post | comentar | favorito

Furar, furar... objectivo Linkin Park

Público
E com o cair da noite começaram a soar os primeiros acordes de uma das bandas mais aguardadas deste Alive 07: Linkin Park . "Quem já não estava lá à frente tem que se contentar em vê-los daqui de trás", comenta alguém que evitou ser identificado. "Tentar furar é mais importante"...
C.Lobo

publicado por JN às 21:44
link do post | comentar | favorito

Aqui não se janta...

Praça da alimentação

"Aqui não se janta!". Jorge Pereira está decidido a não perder nada da primeira noite do Alive. É do Porto, trabalha em Faro e veio, de propósito, para ver Blasted Mechanism e Pearl Jam. "Pensava que ia conseguir chegar ao pé do palco, afinal isto está cheio", comenta com satisfação este técnico de luz de 28 anos. "Tiveram azar em tocar ainda de dia. Assim, não é tão evidente o contraste da iluminação com a imagem visual que caracteriza a banda". Mesmo assim foi gritante o entusiasmo com que o público participou na festa.
C.Lobo

Blasted num concerto energético. Mais um. 

publicado por JN às 21:20
link do post | comentar | favorito

Revolução "mechanism"

Palco
Os Blasted Mechanism prometeram uma revolução e estão a cumprir. Subiram ao palco, às 20 horas em ponto, com o seu funk-rock alienígena numa mão e com o já conhecido aparato visual na outra. A euforia é evidente.

C.Lobo

publicado por JN às 20:38
link do post | comentar | favorito

The Used e um cachecol da selecção nacional

Palco
Um cachecol da selecção nacional portuguesa no palco. São os The Used.Eis uma boa maneira de cativar simpatias. Funcionou. O rock também. O público deixou-se conquistar pela banda norte-americana que abriu caminho para o resto da noite. "We are fuck'in used! Do you want Linkin Park? Pearl Jam?", gritou o Bert McCracken.
C.Lobo

Bert McCracken, The Used, na sua primeira actuação em Portugal. foto de
Bruno Portela
publicado por JN às 19:31
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Já começou a primeira edição do Oeiras Alive

Entrada
Está dado o pontapé de saída para o primeiro grande festival de rock de 2007. Passava pouco das 16 horas quando os primeiros festivaleiros começaram a entrar, lentos e ansiosos, no recinto do festival Oeiras Alive .

Contrariando as previsões  da meteorologia, também o céu  foi ficando mais azul como que a querer dar as boas vindas às centenas de jovens que já bebiam e se aglomeravam entre a estação ferroviária de Algés e os portões do espaço, junto ao Tejo, onde nas próximas três noites não faltará música e animação.

Por enquanto é tempo de aquecer os motores e apenas algumas dezenas aguardam o primeiro concerto: The Used.
C.Lobo

tags:
publicado por JN às 18:03
link do post | comentar | favorito

Alta voltagem em Algés

É o primeiro grande festival de rock do ano. De hoje até domingo, o Passeio Marítimo de Algés receberá uma multidão na ordem das 30 mil pessoas por dia. Trata-se da primeira edição do Alive Oeiras.
O cartaz é coerente. Amealha nomes consagrados do rock com figuras de relevo do hip-hop. Olhando para a programação, três nomes captam imediatamente a atenção Pearl Jam, Smashing Pumpkins e Beastie Boys. São eles quem mais público chama ao recinto. Os dois primeiros já cá estiveram uma série de vezes e cada um deles até já encheu o estádio do Restelo. Os Beastie Boys, por seu turno, só agora se estreiam por cá, apesar de há mais de 15 anos gozarem de bastante popularidade em Portugal. Mas há mais. Os Linkin Park, por exemplo, regressam aos palcos portugueses depois de terem cometido a proeza de venderem mais de 100 mil discos só neste lado de Vilar Formoso.
O festival apresenta ainda um grande trunfo The White Stripes, uma das mais elogiadas e solicitadas bandas de rock'n'roll da actualidade e que só agora cá vem exibir a sua arte flamejante. Acrescente-se a tudo isso mais uma colheita do melhor que por cá se vai fazendo na cena rock (os magníficos The Vicious Five ou WrayGunn, por exemplo), na cena hip-hop (Sam The Kid, Nigga Poison) ou ainda nos domínios das pistas de dança (Dezperados e Buraka Som Sistema).
Eddie Vedder a surfar
"O dia mais concorrido, para já, é o dia dos Pearl Jam", revelou ao JN, ontem, o organizador Álvaro Covões. O certame capta, também, a atenção de público estrangeiro "Vendemos dois mil bilhetes para Espanha e 500 para Inglaterra", afirmou o empresário. Na sua óptica, o facto de dentro de poucas semanas se realizar outro mega-festival na região de Lisboa - o Super Bock Super Rock - não vai condicionar a afluência de público. "Obviamente que o dinheiro não estica", disse, "mas as pessoas vão que é bom". Álvaro Covões acredita que há mercado para todos: "Quando o Benfica joga no estádio da Luz, o Sporting também consegue encher o estádio de Alvalade", argumentou, entre sorrisos.
"Os Pearl Jam estão cá desde quarta-feira", revelou ainda. "O Eddie Vedder pediu para ir fazer surf e creio que está a surfar nas ondas de Ribeira d'Ilhas", afirmou.
Cristiano Pereira

tags:
publicado por JN às 00:16
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Recinto de sete hectares montado por 1300 pessoas

O festival desenrolar-se-á numa zona junto ao rio Tejo, em Algés, Oeiras. Chamam-lhe Passeio Marítimo de Algés e foi lá que há dez anos decorreu um dos concertos mais marcantes da década de 90 os geniais Rage Against The Machine. Agora, para a realização do Alive, a organização instalou tudo no interior de uma área de sete hectares - cerca de 1300 pessoas foram necessárias para montar tudo. Lá dentro existem dois palcos: o maior é o Optimus e, obviamente, é nele que irão desfilar os principais artistas; o mais pequeno, chamado Sagres Mini, está montado no interior de uma tenda.
Pelo meio, encontra-se a Optimus Reciclarte, uma estrutura de 16 metros de altura dedicada à arte urbana a intenção passa por exibir obras de novos artistas e sensibilizar o público para questões de reaproveitamento e reciclagem de materiais ao mesmo tempo que se promove a interacção entre objectos artísticos e espaços naturais. Para a sua comodidade, os espectadores vão poder usufruir de 30 bares, 19 bancas de restauração, 3 caixas multibanco ou 350 casas de banho. Não faltará uma zona reservada para pessoas de mobilidade reduzida. Os adeptos das compras terão à sua disposição uma zona comercial com tendas de artesanato e merchandising de bandas.
A segurança do recinto está a cargo de 322 elementos, número que agrupa oficiais da PSP, Polícia Marítima e segurança privada. Nos postos de socorro estarão 42 profissionais, entre enfermeiros e médicos. A título de curiosidade, refira-se que a organização precisa de 67 veículos para o transporte de artistas e staff. As bandas do festival estão distribuídas por oito diferentes hotéis da zona de Lisboa.
Preços dos bilhetes
Ainda há ingressos à venda com preços que oscilam entre os 45 euros (1 dia) e os 90 euros (3 dias).

Horários e localização
As portas do recinto abrem todos os dias às 16 horas. É aconselhável ir cedo.

Transportes até à zona
Recorde-se que não existem parques de estacionamento junto ao recinto. Como tal, é bastante recomendável a utilização de transportes públicos. Existem várias opções. O autocarro 750 da Carris, por exemplo, parte da Gare do Oriente. O 48 parte do Marquês de Pombal. Também pode apanhar o eléctrico 15 na Praça da Figueira. Na estação do Cais do Sodré, pode apanhar um comboio da linha de Cascais e sair em Algés.

Onde ficar
Pousada de Juventude de Catalazete - Oeiras
Estrada Marginal (Junto ao Inatel)
Tel 21 443 06 38
Parque de Campismo de Lisboa.
Monsanto
Tel 21 762 31 00
Pousada de Juventude de Lisboa
R. Andrade Corvo, 46
Tel 21 353 26 96 (Metro Picoas)
Pousada de Juventude do Parque das Nações
Rua de Moscavide, 4 - 101
Tel 21 892 08 90

tags:
publicado por JN às 00:10
link do post | comentar | favorito

Fotogaleria


Fotos de Bruno Portela, JN (direitos reservados)
publicado por JN às 00:00
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Vídeo


The Go! Team, a escolha do JN para a melhor actuação do Alive
VER AQUI FOTOGALERIA

tags

todas as tags

posts recentes

6000 seguiram festival no...

Tudo bons rapazes

A tempestade Vicious Five

Game over

"Vim porque gosto de danç...

Alive 2008 entre 10 a 12 ...

PacMan chama Matisyahu ao...

"Três dias em Lisboa para...

"Obrigado por terem ficad...

Pedra no sapato

Meninas agradecem bons WC...

O som é o melhor lado de ...

Sam The Kid no ar

Última chamada para o Ali...

20 mil em delírio para a ...

Boda molhada...

Agora sim. Pó no ar!

"São só dois!"

The White Stripes no palc...

Ver Balla esperando por W...

Negócio da cerveja em que...

Grafitar e "tasse bem"

Alive versão parque de me...

Restart com Triangulo de ...

"Os bilhetes são muito ca...

"Oh, I'm still alive"

Alive abre com 30 mil

Um breve silêncio no reci...

"Obrigado ao melhor públi...

Linkin Park e milhares em...

"A minha comida é outra!"

Furar, furar... objectivo...

Aqui não se janta...

Revolução "mechanism"

The Used e um cachecol da...

Já começou a primeira edi...

Alta voltagem em Algés

Recinto de sete hectares ...

Fotogaleria

Contagem decrescente

Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30